prince charles cinema

Relato de uma cinéfila em Londres

Passei o primeiro semestre de 2015 em Londres, um sonho antigo. Já tinha visitado a cidade por outras duas vezes, e – mesmo ficando poucos dias – fiz questão de dar umas voltas pelos cinemas da cidade. Turistando, meio sem grana e sem tempo, conheci o básico do básico, mas quando pintou a chance de morar lá por um tempinho agarrei a oportunidade de perambular por entre os cinemas independentes, os cineclubes e pequenas salas escondidas em grandes campus de faculdades.

No meu segundo dia na cidade, já tinha meu cartão de afiliação do Prince Charles Cinema, de longe meu cinema favorito em Londres. Uma membership no PCC custa dez libras anuais ou cinquenta vitalícias e garante filmes semanais por uma libra, além de sessões diárias por quatro. O cinema tem jeito de casa e uma programação espetacular, com maratonas que duram uma noite, festas do pijama e sing-alongs. Além disso, a equipe é super atenciosa, a ponto de colocar seu filme favorito na telona caso você mande um email legal.

(mais…)

Anúncios

The day I got to see my favourite film on the big screen: an ode to the PCC

image

The first time I watched my favourite film I was around eight-years-old. It was a curious age considering that my favourite film is Harold and Maude, a love story between a 17 year-old guy and an 80 year-old lady. My then still pure mind found that story the most beautiful thing in the world and since that day I’ve been watching it at least once a month. What my eight-year-old self didn’t realise back then was that Harold and Maude was released in the 70’s, which means – in Brazil, at least – I would probably never get to see it on the big screen.

(mais…)