john legend

La La Land: Cantando Estações

lalalanddestaque

Não se deixe enganar pelos primeiros cinco minutos: La La Land não se trata de um filme sobre Tracy Turnblad e Link Larkin, prometo. O novo filme do diretor Damien Chazelle, de Whiplash, segue Mia (Emma Stone) e Sebastian (Ryan Gosling), dois artistas – ela atriz, ele músico – em busca da grande chance em Hollywood. Enquanto Mia tenta a sorte em testes sem fim em estúdios, Sebastian sonha com o dia em que abrirá um clube de Jazz capaz de ressuscitar o ritmo em declínio enquanto ganha o pão como pianista em restaurantes medíocres.

A química de Stone e Gosling é palpável. Juntos, fazem muito do pouco. La La Land não é um filme de personagens e não tem essa ambição. O casal de protagonistas lapida dois papéis rasos e os transforma em adoráveis representações genéricas de qualidade pouco vista em grandes filmes recentes. Stone é irretocável. Quando em tela, não há como desviar o olhar. A atriz faz dos momentos amenos o alívio cômico necessário para entregar o espectador de bandeja para os pontos mais tensos, que domina com tanto talento quanto os anteriores. É tiro certo.

(mais…)

Anúncios