a arbez

The Post – A Guerra Secreta

the-post-best-film-of-2017-nbr

  • Ano de Lançamento: 2017
  • País: Estados Unidos
  • Língua: Inglês
  • Título Original: The Post
  • Diretor: Steven Spielberg
  • Avaliação: A arbez

Quando o The New York Times publicou o que eles intitularam Pentagon Papers, ou Papéis do Pentágono, foi aberta uma caixa de Pandora que terminou por derrubar o presidente dos Estados Unidos. Obviamente, após a publicação inicial, o Times foi banido de difundir qualquer material adicional sobre o dossiê, abrindo a janela para que outro jornal assumisse a perigosa responsabilidade de continuar a publicação do caso. O jornal responsável por fazê-lo foi o The Washington Post, que, ao tomar a decisão de continuar a publicar sobre os Papéis do Pentágono, colocou todas as sua fichas em uma aposta que poderia tê-lo arruinado, mas, ao contrário, o elevou ao patamar de grandes como o próprio The New York Times.

A história por si só já é icônica, mas ganha uma importância ainda maior quando sabemos que quem comandava o jornal na época era Kay Graham, viúva de Phil Graham, até então proprietário do Post. Como bem se sabe, naquela época, raras eram as mulheres em posições de poder e foi Kay quem teve a coragem de permitir a publicação do dossiê e levar o Post ao topo.

(mais…)

Anúncios

The Square: A Arte da Discórdia

square3

  • Ano de Lançamento: 2017
  • País: Suécia
  • Língua: Sueco/Inglês
  • Título Original: The Square
  • Diretor:  Ruben Östlund
  • Avaliação: A arbez

Ao questionar uma jovem repórter americana sobre o que é arte, Christian (Claes Bang), curador-chefe de um importante museu de arte moderna em Estocolmo, dá o pontapé inicial em The Square, filme do diretor e roteirista sueco Ruben Östlund, vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes 2017 e indicado ao Oscar 2018 na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

O filme é pretensioso e entrega menos do que promete. Östlund age como um chef de cozinha inábil, que tenta disfarçar o gosto insosso do que serve com pitadas de temperos arbitrários, a fim de mascarar a falta de destreza. No entanto, um cliente com paladar apurado logo percebe a falcatrua, assim como um espectador atento.

(mais…)

Descompensada

  • Ano de Lançamento: 2015
  • País: Estados Unidos
  • Língua: Inglês
  • Título Original: Trainwreck
  • Diretor: Judd Apatow
  • Avaliação: A arbez

Estrelado e escrito por Amy Schumer, um dos maiores nomes da Hollywood atual, Descompensada vem cercado de expectativas. A promessa era de uma comédia irreverente, feminista e pronta pra desconstruir tabus e pré-moldes da indústria de entretenimento americana. Parecia ótimo. Até não ser.

Amy (a protagonista adota o nome da atriz principal. Inovador) tem um emprego bacana em uma revista de sucesso, um apartamento mais do que decente em uma boa área de Nova Iorque e a auto estima que toda mulher sonha em conquistar, apesar de não se encaixar nos padrões de beleza convencionais. É assumidamente ninfomaníaca, contrária à ideia de qualquer tipo de compromisso. Uma cama diferente por noite, buscando por sexo bom, fácil e simples. Tudo regado a muito álcool e maconha. Até se apaixonar cirurgião esportivo Aaron (Bill Hader).

(mais…)

(Festival do Rio 2015) Terão De Nos Matar Primeiro

  • Ano de Lançamento: 2015
  • País: Reino Unido
  • Língua: Francês
  • Título Original: They Will Have To Kill Us First
  • Diretor: Johanna Schwartz
  • Avaliação: A arbez

Em uma sequência inicial promissora, o documentário financiado através do Kickstarter Terão de Nos Matar Primeiro é claro no tema que pretende abordar: a música. Através de um rap em francês, o filme situa o espectador no cenário atual de Mali, cuja região Norte vem sendo palco de conflitos políticos nos últimos quatro anos.

O povo maliano, como muitos outros povos africanos, tem uma relação intrínseca com a música. Como dito em um dos depoimentos no filme, a música acompanha a gente de Mali nos momentos de celebração e luto, alegria e tristeza. Porém, um dos frutos dos conflitos nortenhos em Mali foi a proibição da música na região, decisão que afetou profundamente os locais. O documentário se utiliza de músicos de algumas cidades do Norte, como Timbuktu, para ilustrar o efeito da proibição e quais as maneiras encontradas pelo povo para combatê-la.

(mais…)

Para Sempre Alice

Jovem, no auge da carreira e consagrada pela publicação de pilares da Linguística americana, Alice Howland (Julianne Moore) descobre ser portadora do Mal de Alzheimer. A segurança, obtida através de uma vida de conquistas, é substituída pelo medo constante do esquecer.

Ainda agarrando-se ao que resta da racionalidade, Alice tenta planejar os dias com a ajuda de aparelhos eletrônicos e qualquer pedaço de rotina que possa conservar. A família, americana até dizer chega, consiste de um marido carinhoso e três filhos, completamente diferentes entre si. A chegada da doença da matriarca desenterra problemas antigos e desencadeia uma série de conflitos na casa dos Howland.

(mais…)