“Capitão Phillips”

                              image

  • Ano de Lançamento: 2013
  • País: Estados Unidos
  • Língua: Inglês
  • Título Original: Captain Phillips 
  • Diretor: Paul Greengrass
  • Avaliação: Pega a estatueta!

Uma história baseada em fatos reais, contada em um navio. Essa combinação parece remeter diretamente a sucesso. Com Capitão Phillips não foi diferente.

Como já diria Fellini, “o cinema é um modo divino de contar a vida”. Tom Hanks, vencedor de dois Oscar, é o encarregado de trazer à tela a história real do Capitão Richard Phillips, que passou cinco dias refém de piratas somalis em 2009. 

A trama segue Phillips desde o momento em que este se despede de sua mulher no aeroporto e segue para Omã, onde embarca à bordo do Maersk Alabama, um cargueiro responsável por navegar próximo à costa africana a fim de levar mantimentos ao povo somali. Já em alto mar, o capitão recebe um email alertando sobre os perigos de pirataria que rondam a região. No comando de uma tripulação desconhecida, o líder busca modos de preparar seus homens para um possível ataque. 

A câmera instável, característica de Greengrass, segue os personagens durante os momentos de tensão que precedem o ataque pirata somali. O gigante cargueiro se mostra uma fortaleza frustrada ao ser invadido por quatro homens semi-raquíticos, mas, munidos de potentes armas de fogo. Os conflitos são constantes, com reviravoltas capazes de manter o espectador tenso durante todos 133 minutos da narrativa. As interseções, com planos amplos do mar, são impressionantes.

Todos os elementos que compõem o filme, funcionam. A opção do diretor de só apresentar o elenco somali ao elenco americano durante as gravações, agrava a sensação de estranhamento do encontro entre dois polos opostos durante uma situação crítica. Aliás, vale destacar a atuação de Barkhad Abdi, que incorpora Muse, o líder do grupo pirata. Durante alguns momentos, o vilão, que antes fora responsável por repudiar o público, torna-se vítima da realidade africana, responsável por tornar a pirataria a única opção dos jovens somalis.

Com um enredo americanizado, com ênfase na ação da força de operações especiais da Marinha dos Estados Unidos (SEAL), e onde Hanks – que apresenta uma atuação espetacular (com “E” maiúsculo) – faz de Phillips o retrato do herói americano contemporâneo, o filme é um dos fortes candidatos para o Oscar 2014. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s